Open Source Sofware

Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com id: 45

Ciclista

Ciclista Andrei Dorea treina forte para a temporada 2012




15.02.12 11:36

Enquanto as atenções estão voltadas para as festas de ano novo, há atletas que continuam treinando em ritmo acelerado para fazer bonito na temporada do próximo ano. Este é o caso de Andrei Dorea, 24, campeão sergipano 2011 e virtual campeão 2010 – já que, em virtude de um processo judicial em andamento, ainda não existe definição – Andrei segue firme rumo ao tricampeonato sergipano de ciclismo, apesar de toda a concorrência existente na categoria Ciclismo Elite.

De acordo com o ciclista, o período festivo sem os treinos regulares pode espreguiçar o corpo, gerando queda de desempenho. “Tenho sérios desafios no próximo ano e não posso me dar ao luxo de suspender meus treinamentos, pois os adversários não descansam”, disse Andrei Dorea. “próximo ano será mais um desafio. Espero estar em boa forma física e conseguir pedalar bem. O plano é ganhar todas as etapas, mas para ganhar, todas as estratégias devem dar certo”, completou.

Os treinamentos são feitos diariamente, com ou sem companhia, com foco especialmente voltado para os maiores desafios de 2012. São percorridos mais de 500 quilômetros por semana, com médias acima de 45km/h, exatamente para manutenção contínua do corpo e da pressão psicológica exigidas nas provas. “Vario meus treinos, mas trabalho muito as arrancadas cobradas pelas provas de contrarrelógio, minha principal especialidade, além da resistência”.

O ano 2012 está recheado de competições nos estados de Sergipe, Bahia e Alagoas, mas alguns dos eventos mais esperados são a Copa Norte-Nordeste de Ciclismo, a ser realizado em meados de maio, em Rio Branco, Acre, e a Copa Nordeste de Ciclismo, em agosto, na cidade de São Luiz, no Maranhão. Com uma agenda cheia e dividida com o seu curso de engenharia elétrica, Andrei está preparado até para pagar as passagens tirando do próprio bolso - caso a Federação Sergipana de Ciclismo não consiga o patrocínio junto ao poder público.

Em se tratando de patrocínio, a luta, mesmo para o atual campeão, não é nada fácil. “Manter a bicicleta em excelente forma também exige atenção especial, pois o custo para evoluir o material e continuar no páreo com os melhores ciclistas é alto e requer um orçamento extra, o que nem sempre é possível”, lamenta Andrei Dorea, exibindo a sua necessidade para representar Sergipe em nível nacional.

Andrei Dorea é o velocista mais rápido do Nordeste, título mantido por três vezes em agosto, ocasião da realização da Copa Nordeste de Ciclismo, em Aracaju. Por seus esforços – além de toda a equipe sergipana – Andrei ajudou a Seleção Sergipana a conquistar a terceira colocação no ranking, perdendo apenas para as seleções da Paraíba e Bahia.

Fonte: Ascom Federação Sergipana de Ciclismo

[Infonet]

telefones-home620

banner-fala-cidadao3