Open Source Sofware

Erro
  • JUser: :_load: Não foi possível carregar usuário com id: 50

Ciclista

SMTT apoia ações ciclísticas em Aracaju




15.02.12 11:34

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) é parceira de entidades e grupos que também acreditam na construção de uma mobilidade sustentável para Aracaju. O passeio ciclístico organizado pela rede de supermercado G Barbosa aconteceu na manhã de domingo, 16, e como de costume, esforço nenhum foi medido para participação ativa do órgão.

Cerca de 800 pessoas percorreram bairros da cidade desde a avenida Francisco Porto até a Orla de Atalaia e voltaram ao ponto de partida sob a orientação dos agentes de trânsito que organizaram as vias durante todo o percurso, proporcionando segurança aos participantes e fluidez nas vias para veículos.
O superintendente Antônio Samarone fez questão de mais uma vez participar do evento. Antes desse passeio os moradores do bairro Augusto Franco também haviam organizado um no Dia das Crianças.
“Temos que apoiar o envolvimento da sociedade ativista ao uso seguro e saudável da bicicleta. Somente com a consciência quanto à necessidade de construção da mobilidade sustentável poderemos visualizar um futuro para o trânsito. É assim que acontece em grandes cidades e nas que estão em desenvolvimento”, comenta Samarone.
Segundo o diretor de trânsito, major Paulo César Paiva, até o final deste ano a SMTT já foi acionada para participar, proporcionando segurança com organização de fluxo, de cerca de 30 passeios ciclísticos realizados por grupos e empresas de toda a cidade. “A programação dos próximos eventos que envolvem a mobilidade já está sendo esquematizada por nossa equipe para entrar na escala”, conta Paiva.
Para o coordenador de Ciclomobilidade da SMTT e membro da organização do passeio ocorrido domingo, Fabrício Lacerda, o empenho do órgão em evidenciar a importância do uso da bicicleta e compromisso com construção de uma malha cicloviária interligada é fundamental para a fluidez e futuro do trânsito de Aracaju.
"Hoje a região da avenida Beira Mar, por exemplo, tem pelo menos oito pontos de congestionamento nos horários de pico. Com as ciclovias há uma possibilidade real de desafogamento das vias, mas é claro que esse é um projeto de médio e longo prazo, já que, além de construção de ciclovias, é necessário também uma mudança cultural visando à inclusão da bicicleta no cotidiano dos aracajuanos”, comenta Fabrício.

telefones-home620

banner-fala-cidadao3