Open Source Sofware

Trânsito

SMTT entrega estudos sobre tarifa à CMA e ao TCE




22.08.17 14:30

 

Na manhã dessa terça-feira, 22, o superintendente Municipal de Transportes e Trânsito, Aristóteles Fernandes, entregou as planilhas que levaram ao reajuste da tarifa de ônibus da capital ao presidente das Câmara Municipal de Aracaju (CMA), Nitinho Vitale, e com o conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Ulices Andrade.

 

O objetivo, segundo o superintendente, é reforçar o caráter transparente da gestão. “Nesse documento estão todas as nossas análises sobre os custos do sistema enviados pelas empresas de ônibus, bem como as revisões dos números que levaram a nossa equipe a reduzir a correção do valor de R$ 4,06, como foi solicitado, para R$ 3,50”, explicou Aristóteles.


A primeira visita foi ao presidente da Câmara, Nitinho Vitale. “Com essa atitude, a SMTT demonstra respeito pelo Poder Legislativo”, disse. Logo em seguida, o superintendente encontrou Ulices Andrade, conselheiro do TCE responsável pelas contas de Aracaju. “Acho que é um gesto que reforça a preocupação do órgão com transparência”, elogiou o conselheiro.


Sobre o estudo


O longo período sem correção do valor (20 meses), o aumento significativo dos combustíveis e as despesas com mão-de-obra (salários e encargos trabalhistas) são os principais fatores que tornaram necessário o reajuste. Além disso, com valores atualizados, há possibilidade de aquisição de novos ônibus a médio prazo.

Ao assumir o comando do município, em janeiro deste ano, o prefeito Edvaldo Nogueira garantiu que não aumentaria o preço da passagem até o mês de junho, o que foi cumprido. Aracaju é a última capital do Nordeste a reajustar o valor do serviço em 2017. Todas as outras aumentaram no primeiro semestre.

telefones-home620

banner-fala-cidadao3