Open Source Sofware

Transporte

Empresas de ônibus garantem à SMTT que capacitarão funcionários sobre assédio sexual no transporte público




28.02.19 16:34

 

Foto - ASCOM SMTT

A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT) reuniu as empresas de ônibus responsáveis pelo serviço de transporte público da capital e região metropolitana na manhã desta quinta-feira, 28. Em pauta, a urgência de promover capacitação para motoristas, cobradores e demais colaboradores sobre prevenção e combate de assédio sexual nos veículos que integram o sistema.

A reunião foi conduzida pelo diretor de Transportes Públicos da SMTT, Augusto Magalhães, e contou com a participação de representantes da Viação Modelo, Atalaia, Progresso e Tropical. “Alertamos as empresas sobre a necessidade de cumprir a Lei Municipal 5012/2018, que versa sobre a atuação dos trabalhadores do transporte público em casos de importunação sexual nos veículos, e solicitamos que isso aconteça o quanto antes, pois trata-se de um tema urgente”, disse o diretor.

O objetivo é que motoristas e cobradores, especialmente, estejam preparados para lidar com situações dessa natureza e saibam qual procedimento adequado para cada caso: desde uma advertência verbal ao passageiro que está importunando até o encaminhamento do mesmo à polícia. O aconselhamento às vítimas também faz parte do protocolo: todos os trabalhadores do sistema devem saber instruí-las a acionar os mecanismos legais de denúncia.

Segundo os representantes das empresas, os colaboradores já recebem tais orientações em um curso de capacitação abrangente ministrado pelo Sest/Senat, que contempla ainda as normas para bom atendimento ao público, acolhimento dos usuários com necessidades especiais e protocolos de segurança. Mas garantiram ao diretor de Transportes Públicos da SMTT que vão providenciar oficinas específicas sobre assédio e importunação sexual ainda no primeiro semestre deste ano.

“Estamos cumprindo a nossa missão de dar mais dignidade aos usuários e humanizar o serviço do transporte público. Queremos que os veículos que integram o sistema seja um lugar seguro para todos e entendemos que grupos vulneráveis, como as mulheres, merecem nossa atenção especial neste processo. Foi um encontro produtivo e a SMTT espera resultados positivos através do que foi pactuado com as empresas”, avaliou Augusto Magalhães.

Campanha

No ano passado, a SMTT e o Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de Aracaju (Setransp) realizaram uma campanha de conscientização contra o abuso sexual de mulheres no interior dos coletivos. Cartazes foram fixados nos Terminais de Integração e também nos ônibus, com orientações sobre as medidas que devem ser adotadas pelas vítimas de abuso sexual e com números e órgãos de denúncia.

telefones-home620

banner-fala-cidadao3