Open Source Sofware

Transporte

Prefeito Edvaldo entrega reestruturação do Terminal da Atalaia à população




30.08.21 20:19


Os usuários do transporte público da capital sergipana que passam, diariamente, pelo Terminal de Integração da Atalaia, zona Sul, contam, agora, com um local completamente transformado. O prefeito Edvaldo Nogueira entregou, nesta sexta-feira, 27, o espaço à população, que passou por reestruturação total, em um investimento aproximado de R$ 1,9 milhão, através de convênio com o governo federal.  Considerado como um dos terminais de maior fluxo de passageiros de Aracaju, o Terminal da Atalaia foi o primeiro a passar por intervenções estruturantes dentro do Projeto de Mobilidade Urbana.  Entre as mudanças estão a instalação de nova cobertura metálica, a pavimentação de toda a área, a construção de boxes e a implantação de piso tátil.



"É com grande felicidade que entregamos hoje o Terminal da Atalaia totalmente revitalizado aos aracajuanos. Este é um terminal muito importante, que liga a cidade à Zona de Expansão, com grande fluxo de passageiros, diariamente, e que estava em condições muito precárias. Todos sabem como é difícil a vida de quem necessita do transporte público todos os dias e nós  precisávamos melhorar essa experiência cotidiana dos aracajuanos que por aqui passam. É o primeiro terminal a ser entregue, dentro do nosso Projeto de Mobilidade Urbana, e fico muito feliz por mais este passo significativo que estamos dando, garantindo mais conforto e dignidade às pessoas que fazem suas baldeações aqui", destacou Edvaldo.



Ao inaugurar a obra, o prefeito também lembrou outras intervenções, já em andamento, pelo Projeto de Mobilidade, cujo investimento total é de R$ 140 milhões. "Estamos reformando o Terminal do DIA, construindo um novo Terminal do Mercado e uma central semafórica. Estas obras, somadas aos quatro corredores de trânsito já recuperados e aos semáforos inteligentes, completam o nosso Projeto de Mobilidade Urbana que já mudou, significativamente, a mobilidade da nossa capital", reiterou o gestor.



A obra

Iniciada em fevereiro de 2020, a reestruturação do Terminal da Atalaia foi dividida em três etapas, com a finalidade de minimizar os impactos à população que utiliza o local diariamente.  Entre os serviços que foram executados estão a instalação de nova cobertura metálica na plataforma de embarque e desembarque, de 1.300 metros quadrados, nova pavimentação asfáltica na área de circulação dos ônibus, implantação de lombofaixas, implantação de piso tátil direcional e de alerta, reforma dos banheiros, além de novas instalações elétricas, sanitárias, hidráulicas, de rede de gás, e de sistema de alarme contra incêndios.



"A entrega deste terminal é a materialização do nosso Projeto de Mobilidade e que envolveu diversas secretarias, cumprindo o Planejamento Estratégico. É uma obra que traz melhorias na acessibilidade, na questão da cobertura, completamente refeita, dando mais conforto e segurança aos usuários do transporte público. A zona Sul é uma área grande da nossa cidade, que concentra linhas importantes do sistema de transporte, com regiões turísticas, muitos hotéis, restaurantes, a nossa Orla e, por todos estes motivos, é um terminal muito importante e que, sem dúvida, com a revitalização, dará uma melhor qualidade ao transporte da nossa capital", ressaltou o superintendente da Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (SMTT), Renato Telles.



O projeto incluiu, ainda, a construção de 30 boxes para comercialização de produtos, ordenando o comércio dentro do terminal e garantindo um melhor atendimento aos usuários do transporte público. Para o ordenamento, foram investidos R$ 327 mil, através de outro convênio com o governo federal.



"Quando falamos em investir em mobilidade não estamos nos referindo, apenas, à asfalto, é muito mais amplo. É garantia de conforto a quem usa o transporte público e este terminal demonstra bem a nossa visão. É um projeto moderno, que deixou o local muito mais arejado, dando conforto a quem necessita dele. Da mesma que fizemos neste terminal, também estamos investindo na recuperação do Terminal do DIA e na construção do Terminal do Mercado, completando o nosso Projeto de Mobilidade, porque estamos dando condições de locomoção, com a melhora da qualidade das vias, mas estamos também olhando o usuário do transporte coletivo", reforçou o presidente da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), Sérgio Ferrari.



Projeto de Mobilidade Urbana

O Projeto de Mobilidade Urbana soma um investimento de R$ 140 milhões. Planejado em 2012, durante o segundo mandato de Edvaldo como prefeito de Aracaju, ele ficou paralisado entre 2013 e 2016, sendo retomado em 2018, após diversas adequações. O primeiro passo foi a instalação dos semáforos inteligentes.



Logo após, a gestão municipal deu início à recuperação dos quatro principais corredores de trânsito da capital - Hermes Fontes, Beira Mar, Augusto Franco e Centro/Jardins - e às reformas dos terminais da Atalaia e DIA, além da construção do novo Terminal do Mercado, que já está em fase avançada.



O projeto também contempla a construção de uma central semafórica - em andamento e com previsão de entrega para novembro -,  e a instalação de 150 novos abrigos de ônibus na cidade, que foi iniciada pelo corredor da Hermes Fontes.



Acompanharam a entrega a vice-prefeita, Katarina Feitoza, o deputado federal Fábio Mitidieri, os ex-deputados federais André Moura, Adelson Barreto e Heleno Silva, o prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Padre Inaldo, o presidente da Câmara Municipal de Aracaju, vereador Josenito Vitale, os vereadores Antônio Bittencourt (líder da bancada de situação), Sargento Byron, Soneca, Cícero do Santa Maria, Vinicius Porto, Joaquim do Janelinha, Sávio Neto de Vardo, Pastor Eduardo e Ricardo Vasconcelos, além dos secretários municipais.




telefones-home620

banner-fala-cidadao3